segunda-feira, 30 de maio de 2016

Boa Esperanaça empata de 2 x 2 fora de casa e se despede de maneira valente da copa primo Fernandes nos pênaltis

 Veja matéria no blog da primo Fernandes

 
O Brejo dos Santos conseguiu a classificação depois de empatar no tempo normal em 2 x 2 contra a equipe do Boa Esperança, e nas penalidades 4 x 3, gols no tempo normal, marcaram para a equipe paraibana Veibinho e Nilso, para o time potiguar Walisson e Mesquita.

O jogo começa coma  equipe do Boa Esperança mais ligado em campo, e logo conseguiu seus frutos, aos 08 minutos, Walisson de longe acerta um belo chute e marca um golaço, abrindo o placar, 1 x o para o Boa Esperança.


Tranquilo, no banco de reservas, o treinador Jailson passa as instruções na sua equipe e acredita na virada.

O time do Boa Esperança, passa a chutar a bola de tudo quanto é jeito, um pouco cedo para esse tipo de jogo, mas a defesa não quer saber de brincadeira.

O Brejo vai para cima, mas o Boa Esperança chega com perigo novamente aos 12. Jaeder chuta de longa distância, dessa vez Weyner pega tranquilamente.



O time paraibano tenta aos 17, com o bom lateral Eduardo, ele chuta de longe, mas a bola vai para fora.

Aos 20, jogada pela esquerda, a bola chega até Veibinho qu e toca com categoria no canto esquerdo do goleiro e empata o jogo, 1 x 1



O time do Brejo passa a ficar com mais posse de bola, e toca a vontade, a equipe de Antonio Martins fica no no seu campo de defesa.

Aos 28, o Boa Esperança chega mais uma vez, depois da cobrança de falta, o goleiro Weyner sai perdido no lance, Galeguinho desvia de cabeça e a bola vai para fora, quase o segundo do time potiguar.

Aos 32, Nildo faz jogada individual pela esquerda, usando a sua velocidade, passa pela defesa e chuta para fazer o segundo, 2 x 1 para o Brejo.

Os torcedores do lado de fora começam a acreditar numa goleada, pela rápida recuperação da equipe, e recordando a primeira fase, onde nesse mesmo confronto, o Brejo venceu por 4 x 1.

Mas o time de Antonio Martins, atrás no marcador parte para cima, aos 38, Jaeder puxa para esquerda e chuta forte por cima.

Aos 40, Mesquita recebe no comando de ataque, avança e chuta de longe, e marca mais um golaço na noite, empatando em 2 x 2.


O árbitro Marcos, apita o final da primeira etapa com o placar empatado em 2 x 2.

O segundo tempo começa com o Brejo pressionando, mas não consegue levar perigo a meta do goleiro Josimar, que é do Brejo dos Santos, aliás, irmão do atacante Lândio que entrou na segunda etapa.

O tempo vai passando, e aos poucos a equipe do Brejo cai de rendimento, Petrônio não consegue fazer uma boa partida como vinha fazendo na primeira fase, e com a saída de Nildo, cansado por ter jogado pela manhã, o ataque da equipe paraibana perde muito o poder ofensivo.

Mas, mesmo assim, é o time do Brejo quem chega com mais perigo na segunda etapa.

aos 27, Jandilson cruza na área, Maicon cabeceia para fora, passando longe do gol.

Dois minutos depois, mais um lançamento na área, o goleiro Josimar bate roupa, a bola sobra para Maicon que chuta por cima, e desperdiça uma grande chance de desempatar a partida.


O time do Brejo dos Santos volta a pressionar, bolas são chutadas de fora da área, mas o goleiro Josimar faz grandes e importantes defesas.

Com o placar construído na primeira etapa, o jogo acaba empatado em 2 x 2.

Mais uma vez, a decisão vai apara os pênaltis.

O Brejo começa através do goleiro Weyner, que chuta por cima, 0 x 0.

Joab, bate para o Boa Esperança e faz, 1 x 0.

Na segunda cobrança da equipe paraibana, Lândio marca no irmão Josimar, 1 x 1.

Adalberto cobra e mantem a vantagem para o Boa Esperança, 3 x 1.

Eduardo deixa tudo igual, 2 x 2.

Jeilson cobra para o Boa Esperança e perde, acaba a vantagem do time de Antonio Martins.

Corró cobra, e faz 3 x 2.

Walisson que marcou um belo gol no jogo, faz, 3 x 3.

Helinho, promete a Josimar que vai cobrar num canto e vai fazer ele cair no outro, e cumpre a promessa, 4 x 3.

Mesquita, autor do segundo gol da equipe do Boa Esperança é o encarregado dá última cobrança, e ele acaba chutando para fora.

Final, Brejo dos Santos 4 x 3 Boa Esperança.

O time do Brejo agora espera pelo vencedor de Bom Jardim x 26 de Julho que jogarão no sábado, dia 04.

O time volta a campo no dia 12 de junho.

Ficha técnica.

Brejo dos Santos (4) 2 x 2(3) Boa Esperança 

Estádio O Piozão - Major Sales

29 de maio de 2016

Trio: central, Marcos, auxiliares: Coquinho e Daniel
Brejo dos Santos: Weyner, Jandilson, Fábio, Benacir, Carlinhos, Eduardo, Tarso, Helinho, Veibinho, Petrônio (Landio), Nildo (Maicon).
Boa Esperança: Josimar, Naildton, Novinho, Afonso, Jeilson, Bolão, Galeguinho, Walison, Jaedr, Dedé e Mesquita.





Nenhum comentário: