sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Guarda Ambiental apreende aves silvestres em cativeiro em Natal

Operação aconteceu na noite desta quinta-feira (22) no bairro Alecrim.
Animais silvestres e exóticos sofriam maus tratos, segundo comandante.

Do G1 RN
 

Aves ex[oticas e silvestres foram apreendidas em casa no bairro do Alecrim, em Natal  (Foto: Henrique Dovalle/G1)Aves exóticas e silvestres foram apreendidas em casa no bairro do Alecrim, em Natal (Foto: Henrique Dovalle/G1)
 
Cerca de 70 aves de espécies silvestres e exóticas foram apreendidas pelo Grupo de Ação Ambiental da Guarda Municipal de Natal durante a noite desta quinta-feira (22) em uma casa no bairro do Alecrim, na zona Leste da capital potiguar. O cativeiro das aves foi descoberto através de uma denúncia anônima. Segundo o comandante Ivanaldo Rodrigues, o dono da residência fugiu, mas a mulher dele contribuiu com o trabalho da guarda. Entre os animais, há espécies com risco de extinção. Além dos pássaros, dois jabutis foram encontrados pelos agentes.
O comandante do grupo disse que o passarinheiro foi encontrado em uma casa com fachada de salão de beleza localizada na rua dos Pajeús. “Nós recebemos a denúncia durante a tarde e montamos a operação à noite. Chegamos lá entre 21h30 e 22h. A mulher permitiu a entrada dos guardas e eles acharam os animais”, contou.
Duas aves foram estavam mortas no cativeiro. “Isso agrava o crime”, revelou Rodrigues. Entre as espécies existem craúnas, com risco de extinção; periquitos e xexéus. Armadilhas, alçapões e outros equipamentos encontrados no local também foram apreendidos.
Alguns pássaros exóticos encontrados na residência têm criação em cativeiro permitida pela lei. Porém também foram retirados do local porque, de acordo com a guarda municipal, sofriam maus tratos.
Grupo de Ação Ambiental encontrou animais através de denúncia anônima  (Foto: Henrique Dovalle/G1)
                                   Grupo de Ação Ambiental chegou a cativeiro através
                                       de denúncia anônima (Foto: Henrique Dovalle/G1)

Os animais e materiais apreendidos foram levados para a sede do Grupo de Ação Ambiental localizada no Parque da Cidade. A mulher do proprietário da casa foi encaminhada à delegacia de plantão da zona Sul de Natal e prestou depoimento.
Ainda de acordo com a polícia, o dono dos animais já foi preso pelos mesmos ambientais nos quais pode ser enquadrado. A reincidência agravaria a pena sofrida por ele, mas ele não foi encontrado até o momento

Nenhum comentário: