segunda-feira, 30 de julho de 2012

DURA REALIDADE POR DAVI CALISTO





No mundo em que vivemos

É difícil acreditar

Em promessas de políticos

Não se deve confiar

Em juras de Prostituta

E em mudanças de conduta

De quem nasceu prá errar



Quem nasceu para matar

A prisão não recupera

Conselho não tem efeito

Pois ele não considera

Sua mente é pervertida

Não tem amor pela vida

Nem da vida nada espera



Aos outros ele prolifera

Com as suas decisões 

Sempre advogando os erros

Fazendo insinuações

Senhor de suas atitudes

Sem dar valor as virtudes

E caindo e contradições



Despido de emoções

E sem ter amor para dar

Vivendo só o presente

Sem no futuro pensar

Destruindo as relações

Vivendo só das paixões

Tentando o povo enganar





Não é fácil acreditar

Em quem vive de ilusões

O seu mundo é abstrato

E não tem sustentações

Mergulhado em vaidade

Longe da realidade

E de suas constatações



No mundo das ilusões

O tolo tenta viver

Só dar valor ao dinheiro

Tentando se engrandecer 

Na inércia do divã

Não enxerga o amanhã

Só pensando no poder



Não ver o outro crescer

Só pensando em ascensão

Cada minuto que vive

É pensando em diversão

A vida é sem seguro

E a morte é o futuro

Sem nenhuma apelação



Por isso essa decisão

De alertar os insanos

Que os dias da mocidade

Eles não trás desenganos

Porém a velhice vem

Sem ter respeito a ninguém

Depois da soma dos anos

Nenhum comentário: