sexta-feira, 16 de junho de 2017

Ex-governadora Wilma de Faria morre em Natal Faleceu no fim da noite desta quinta-feira



A ex-governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria. Wilma que atualmente ocupava o cargo de vereadora na Câmara Municipal de Natal, estava internada no Hospital São Lucas, em Natal, em tratamento contra o câncer, agravado por uma infecção contraída nos últimos dias. Wilma era natural de Mossoró e tinha 72 anos de idade. Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) iniciou sua vida pública em 1979 ao se tornar primeira-dama do Estado, sendo nomeada para a presidência do MEIOS – Movimento de Integração e Orientação Social – pelo Governador do Estado, à época, seu marido, Lavoisier Maia. Foi deputada federal, prefeita de Natal por três vezes, uma vez vice-prefeita, duas vezes governadora do Estado e atualmente ocupava o cargo de vereadora de Natal. Militou por 20 anos como integrante do Partido Socialista Brasileiro (PSB), mas atualmente integrava o PTdoB. Governou o Rio Grande do Norte após uma vitória memorável obtida em 2002, sendo eleita com 820.541 votos, correspondentes a 61,05% dos votos válidos. Em 2006, candidatou-se à reeleição para governadora, junto com o parceiro de chapa, Iberê Ferreira de Sousa. Numa disputa histórica com Garibaldi Alves venceu no segundo turno com 824.101 votos, correspondentes a 52,38% dos votos válidos. Em suas gestões reestruturou a malha viária do Rio Grande do Norte e adotou um eficiente projeto de segurança pública com atenções voltadas para o interior, onde conseguiu controlar quadrilhas que aterrorizavam a população. Primeira mulher a assumir a prefeitura de Natal, e o Governo do RN, ganhou o apelido de “Guerreira”. O corpo de Wilma de Faria será velado no Palácio da Cultura, na Praça 7 de Setembro, em Natal. O sepultamento será no Cemitério Morada da Paz, em Emaús. Os horários serão anunciados na manhã desta sexta-feira. Creditos: Blog do xerife Wilma de Faria: uma “GUERREIRA” que quebrou paradigmas. Faleceu, vítima de um câncer no estômago, a ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria, que atualmente exercia o mandato de vereadora de Natal. Em sua trajetória, “A GUERREIRA”, como ficou conhecida, quebrou paradigmas. Foi a primeira deputada federal do Rio Grande do Norte, participando da elaboração da Constituição de 1988. Em seguida, foi a primeira prefeita de Natal, cidade que administrou por dois mandatos e meio. Em 2002, veio o maior desafio da sua carreira política. Mesmo sem apoio das principais lideranças políticas e sem estrutura, ela renunciou à Prefeitura para disputar o Governo do Estado. Iniciou no terceiro lugar nas pesquisas e terminou a eleição se tornando a primeira mulher a governar o Rio Grande do Norte. Já no governo, Wilma fez o PSB, legenda que comandava, se tornar o maior partido do Estado. Em 2006, veio um novo desafio: disputar a reeleição contra o maior líder popular do RN, o senador Garibaldi Filho (PMDB). A então governadora começou a campanha com 23% de desvantagem nas pesquisas. Conseguiu ultrapassar o adversário ainda no primeiro turno, consagrando a vitória na segunda etapa eleitoral. Após chegar ao ápice da carreira, Wilma deu uma grande lição de humildade em 2012, quando aceitou ser vice do prefeito Carlos Eduardo (PDT) na disputa pela prefeitura de Natal. Em 2016, foi eleita vereadora da capital pelo PTdoB, último cargo que ela ocupou. Com uma trajetória que marcou a história do RN, deixa uma legião de admiradores enlutados. Vá em paz, GUERREIRA! 

http://www.omossoroense.com.br/ex-governadora-wilma-de-faria-morre-em-natal-na-madrugada-desta-sexta-feira/

Nenhum comentário: