segunda-feira, 27 de junho de 2016

Complicado Prefeitura de Caruaru explica que pagamento a Wesley Safadão será feito por patrocinadores

Wesley Safadão se apresentou no São João de Caruaru no dia 25 de junho. Pagamento foi marcado por polêmica

JC Online

Publicado em 27/06/2016, às 15h13

    

Wesley Safadão informou que doaria cachê de R$ 575 mil para entidades de caridade em Caruaru
Foto: Divulgação

Após a polêmica envolvendo o pagamento do cachê de R$ 575 mil ao cantor Wesley Safadão, que se apresentou no São João de Caruaru no último sábado (25), a Prefeitura de Caruaru emitiu uma nota à imprensa para explicar o caso. O empenho para pagamento ao artista foi anulado no dia 23. Segundo a Prefeitura da cidade do Agreste pernambucano, o pagamento foi cancelado porque será pago por patrocinadores, e não pela prefeitura.

Veja a nota na íntegra:

A Fundação de Cultura informa que o empenho do show de Wesley Safadão foi cancelado porque o pagamento será feito direto pelos patrocinadores ao artista.

A polêmica fica ainda maior porque, durante o show de sábado, Wesley Safadão informou que doaria o cachê integral para instituições de caridade de Caruaru. O show tinha chegado a ser suspenso, mas uma liminar garantiu o direito de apresentação do cantor no Pátio do Forró Luiz Lua Gonzaga.

Veja vídeo de Safadão prometendo doar o cachê do show:

O imbróglio começou após a revelação de que a prefeitura de Caruaru pagaria R$ 575 mil pelo show do artista. O valor gerou polêmica, levando o Ministério Público Federal a cobrar explicações do profeito José Queiroz.

O cachê gerou também uma ação popularimpetrada por três advogados. A Justiça chegou a conceder liminar suspendendo a apresentação. Mas, no dia seguinte, um desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco derrubou a decisão provisória, liberando o show do cearense na Capital do Forró. A ação segue tramitando.

"O problema foi resolvido, o que tinha pra ser provado foi provado. Várias pessoas foram no meu instagram: 'Tu tá tirando dinheiro de Caruaru. Caruaru tá assim, tá assado'. Gente, o problema do País não é culpa minha, não. O problema do País é o governo que tem que resolver", afirmou.

Nenhum comentário: