segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A comida é ruim, é de baixa qualidade. diz médico cubano sobre alojamento no Recife



Médicos cubanos participam da primeira aula do programa Mais Médicos em Vitória de Santo Antão (PE) 
DANIEL CARVALHO
ENVIADO ESPECIAL A VITÓRIA DE SANTO ANTÃO (PE)

O primeiro dia de aula dos médicos estrangeiros começou cedo para os 115 profissionais de Cuba e de outros países que estão hospedados em alojamentos do Exército no Recife.

Nesta segunda-feira (26), tiveram que acordar às 5h30. Puderam tomar café da manhã somente das 5h45 às 6h15. O cardápio, com bolinhos, pão e hambúrguer, causou estranhamento.

"A comida é fatal", criticou o cubano Bladimir Quintan Remedios, especialista em medicina da família. A expressão em espanhol significa que a comida é de baixa qualidade.

Às 6h30 os médicos foram levados para Vitória de Santo Antão (a 57 km do Recife), onde passariam pela primeira aula na Universidade Federal de Pernambuco. Vestidos com batas brancas, eles chegaram ao destino após uma hora de viagem.


Daniel Carvalho/Folhapress
Médicos cubanos participam da primeira aula do programa Mais Médicos em Vitória de Santo Antão (PE)

ALOJAMENTO

Homens e mulheres estão divididos em quartéis diferentes. Dormem em bicamas em alojamentos coletivos, assim como os banheiros.

Todos receberam um crachá de identificação para circular pela área militar.

Remedios também estranhou as acomodações militares. Justificou as roupas amassadas por ter direito a apenas um pequeno armário.

Nascido em Cuba, ele desertou da ilha em 1996 durante uma viagem a Espanha com a mulher.

"Fui em turismo e fiquei", disse. Agora vai trazer os filhos de 12 e 4 anos e a filha de 7 para morar no Recife, onde está pela primeira vez.

folha.com

Nenhum comentário: