sábado, 28 de janeiro de 2012

Motorista bêbado poderá ter punição maior se transportar criança

A Câmara dos Deputados analisa Projeto de Lei que prevê a cassação da habilitação do motorista que dirigir alcoolizado transportando "vulneráveis", como criança menor de 12 anos, gestante, idoso ou deficiente mental.

Blitz da Lei Seca, no centro da cidade de São Paulo
            
Blitz da Lei Seca, em rua do centro da cidade de São Paulo

Para o idealizador da proposta, o deputado Roberto de Lucena (PV-SP), esse segmento de passageiro, seja pela dependência, incapacidade de defesa ou pela dificuldade motora, acaba "se tornando virtual refém de motoristas embriagados ou drogados".

O projeto 2895/11 ainda sugere que a pena do condutor infrator seja aumentada em um terço. Atualmente, a sanção máxima é de três anos, além de multa de R$ 957 e a suspensão do direito de dirigir por um ano.
A matéria será distribuída às comissões técnicas da Câmara e, se aprovada, alterará o Código de Trânsito Brasileiro. Mas antes precisa passar pelo crivo do Senado e da presidente Dilma Rousseff.

Nenhum comentário: